Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Vai ser o melhor Natal da minha vida

por Mariana, em 03.12.10

Este ano, na noite de Natal, não quero um grande jantar, com vários pratos e uma mesa cheia de filhoses, sonhos e rabanadas. Não quero uma família grande com vinte ou trinta pessoas, com crianças a gritar e a correr pela casa nem avozinhas a falar das desgraças do mundo. Não quero os habituais jogos, os habituais teatrinhos preparados pelos netos e pelos filhos que pões os mais velhos a chorar e os mais novos a rir de orgulho. Não quero as meias na lareira nem as mil e uma tradições tão típicas desta época.

Nesta noite de Natal, quero-te a ti. Vamos ser só tu e eu. Ao jantar, não precisamos daqueles mil e um pratos. Nem sequer precisamos de comer bacalhau. Se quiseres, podemos encomendar sushi daquele restaurante onde fomos no nosso primeiro encontro. E depois de jantar, e com a lareira acesa, deitamo-nos no sofá, com uma manta quentinha a tapar-nos e uma chávena de café quentinho para nos aquecermos os dois. Escolhemos um filme daqueles românticos muito bonitos que fazem chorar imenso. Assim, nas partes mais tristes, posso-me agarrar a ti, e tu, com um beijo dizes-me que vai tudo correr bem. Ah, mas tem de ser daqueles filmes que têm um final feliz que a noite de Natal não é uma noite para tristezas.

Quando acabar o filme e nós iniciarmos uma daquelas intermináveis conversas sobre tudo e sobre nada, seremos interrompidos pelas doze badaladas do relógio a indicar meia-noite. A custo saimos do quentinho do sofá (eu trago a manta comigo) e dirigimo-nos ao pinheiro. Não é um pinheiro convencional. É preto e grande, tal como eu gosto. E está muito bem decorado, com bolinhas vermelhas, da cor do nosso amor. Quando chegarmos ao outro canto da sala, eu estendo a manta no chão e  enrolar-mo-nos novamente lá dentro, no quentinho, bem juntinhos. Aos poucos abrimos os presentes: eu rasgo os embrulhos, com a pressa e a curiosidade que me é característica; e tu retiras cuidadosamente a fita-cola, sem rasgar, sempre calmo e ponderado. No fim de desembrulharmos e testarmos todas as prendas, no fim de todos os agradecimentos, das lágrimas de surpresa e das gargalhadas e olhares cúmplices, e já com o avançar das horas, voltamos para o sofá e para a nossa conversa. É tão bom conversar contigo. Fazes-me sentir tão feliz e tão compreendida. Mais tarde e já cansada, vou deixando de te responder e aos poucos vou fechando os olhos. A sorrir, adormeço nos teus braços, com as tuas mãos no meu cabelo e o teu peito como almofada.

Tu pegas em mim cuidadosamente para não me acordares, e levas-me para o quarto. Deitas-me na cama e ficamos os dois juntinhos, com os teus pés a tocarem e a aquecerem os meus, o resto da noite.

Vai ser o melhor Natal da minha vida.

 

Com amor ♥

socks

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


20 comentários

Imagem de perfil

De Yohanan a 03.12.2010 às 22:55

tao querido.
Sem imagem de perfil

De s. a 04.12.2010 às 12:16

que mágico *-* adorei!
Imagem de perfil

De maria joão a 05.12.2010 às 15:41

pois é :)
Imagem de perfil

De maria joão a 05.12.2010 às 15:41

isto está lindo, btw
Imagem de perfil

De S. a 05.12.2010 às 18:04

muito obrigada (:
Imagem de perfil

De loversmoda a 06.12.2010 às 23:27

Meu deus *_*
esta lindo...melhor natal sem duvida

Quem me dera passar assim o natal com o meu pricepe
mas acho que as nossas familias não iam gostar muito :S

Esta mesmo lindo
amei :D

Beijinhos
PS: visita me
Sem imagem de perfil

De Anna Sonhadora M. a 07.12.2010 às 21:43

Obrigada querida:)
Amei o post está tão sincero e fofinho+.+
Beijinho
Sem imagem de perfil

De Anna Sonhadora M. a 07.12.2010 às 21:56

De nada+.+
beijinho
Sem imagem de perfil

De Anna Sonhadora M. a 07.12.2010 às 22:19

Obrigada+.+
beijinho
Imagem de perfil

De maria joão a 07.12.2010 às 22:30

muito obrigada, beijinho <3

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor