Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Fernando Pessoa

por Mariana, em 27.03.11

Tinha um rosto longo e admirável. Tinha uma postura única e era fino como um pincel. Os olhos eram profundos e todo ele era envolto por uma aura de mistério absoluto.

Nunca encontrou um sentido para viver. Fez de tudo. Escreveu sbre tudo. Escreveu. Escrevia como quem sentia. E a poesia era a sua língua natural. Nunca houve ninguém que soubesse usar as palavras como ele. Nunca ninguém soube sentir pela poesia como ele.

Não tinha medo de viver. Não tinha medo de morrer. Não tinha medo de amar. Não sabia quem era. Era muitos num só. Por vezes Ricardo, outras Campos, outras Caeiro; às vezes era todos num só e era Pessoa.

Pintou o seu retrato e a sua vida a preto, com uma centelha de loucura, digna do génio que era.

Fernando era mais apaixonado pela vida que Camões. Era génio maior que Marquês de Pombal. Era mais português que Afonso Henriques. Era mais mistério que D. Sebastião. Fernando era ele e era muitos.

Fernando era Pessoa.

 

[feito para uma aula de Português e porque eu adoro Fernando Pessoa]

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Imagem de perfil

De adele schulze a 27.03.2011 às 14:01

bonita homenagem :)
Imagem de perfil

De Yohanan a 29.03.2011 às 20:03

" Fernando era ele e era muitos.
Fernando era Pessoa." oh como gostei.
obrigada :) beijinhos~
Sem imagem de perfil

De N a 30.03.2011 às 20:44

Adoro o look do teu blog :D
Em relaçao ao fernando pessoa até gostaria dele se a minha nota de português nao dependesse dele xD
Tens jeito para escrever textos :)
Beijinhos

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor